Relacionados

Newsletter




Evangelho de Quarta-feira, 1 de Abril de 2020

S. Marcos 10,1-16

"1Jesus saiu dali e foi para a região da Judeia, para a outra margem do rio Jordão. Juntou-se-lhe outra vez uma grande multidão que ele ensinava como de costume. 2Alguns fariseus aproximaram-se e perguntaram-lhe, para o experimentar, se é lícito ao homem divorciar-se da sua mulher. 3Jesus replicou: «O que é que Moisés deixou escrito?» 4Eles responderam: «Moisés autorizou o homem a passar uma declaração de divórcio e a mandar a mulher embora.» 5Então Jesus explicou: «Moisés escreveu isso por saber que o vosso coração é duro. 6Mas desde o princípio do mundo, Deus criou os dois; o homem e a mulher7Por isso, o homem deixará o pai e a mãe para se unir à sua mulher,8e os dois serão como uma só pessoa, de modo que não são dois mas um só. 9Portanto, ninguém separe o que Deus uniu.» 10Ao chegarem a casa, os discípulos voltaram a fazer perguntas a Jesus sobre este assunto. 11Ele esclareceu-os: «Todo o homem que se divorciar da sua mulher e casar com outra comete adultério contra a primeira. 12E da mesma forma, se uma mulher se divorciar do marido e casar com outro homem também comete adultério.» 13Algumas pessoas apresentavam crianças a Jesus para as abençoar, mas os discípulos repreendiam essas pessoas. 14Reparando nisso, Jesus indignou-se e disse aos discípulos: «Deixem as crianças vir ter comigo! Não as estorvem, pois o reino de Deus é dos que são como elas. 15Lembrem-se disto: quem não for como uma criança, para aceitar o reino de Deus, não entrará nele.» 16Depois tomou as crianças nos braços e abençoou-as pondo as mãos sobre elas."